Apneia do Sono em Crianças: A Apneia Obstrutiva do Sono é um Distúrbio do Sono em que a respiração do seu filho é parcialmente ou completamente bloqueada durante o sono. A condição ocorre devido ao estreitamento ou bloqueio das vias aéreas superiores durante o sono.

Apneia do Sono na Pediatria – Sintomas

Você leitor provavelmente já ouviu falar dessa condição, no entanto, existem diferenças entre a apneia obstrutiva do sono pediátrica e a apneia do sono em adultos. Enquanto os adultos costumam ter Sonolência Diurna, as crianças são mais Propensas a ter problemas comportamentais.

A causa subjacente em adultos é frequentemente a obesidade, enquanto em crianças a condição subjacente mais comum é o Aumento das Adenoides e Amígdalas.

Durante o Sono, os sinais e Sintomas da Apneia do Sono Pediátrica podem incluir:

  • Roncar;
  • Pausas na Respiração;
  • Sono Agitado;
  • Bufar, Tossir ou Sufocar;
  • Respiração Bucal;
  • Molhar a Cama;
  • Pesadelos Intensos;
  • Bebês e Crianças pequenas com Apneia Obstrutiva do Sono nem sempre Roncam.
    • Eles podem ter apenas um sono perturbado.

Durante o dia, as crianças com Apneia do Sono podem:

1Apneia do Sono na Pediatria – Causas

A obesidade é um fator comum subjacente à apneia obstrutiva do sono em adultos. Mas, em crianças, a condição mais comum que leva à apneia obstrutiva do sono são amígdalas e adenoides maiores/inflamadas. No entanto, a obesidade também desempenha um papel no desenvolvimento da apneia do sono em crianças. Outros fatores subjacentes podem ser anomalias craniofaciais e distúrbios neuromusculares.

2Apneia do Sono na Pediatria – Fatores de risco

Além da obesidade, outros fatores de risco para a apneia pediátrica do sono incluem:

  • Síndrome de Down;
  • Anormalidades no crânio ou face;
  • Paralisia cerebral;
  • Doença falciforme;
  • Doença neuromuscular;
  • Histórico de baixo peso ao nascer;
  • Histórico familiar de apneia obstrutiva do sono.

Apneia do Sono na Pediatria – Complicações

A apneia obstrutiva do sono pediátrica pode ter complicações sérias, incluindo:

  • Atrapalhar o crescimento do paciente;
  • Problemas cardíacos;
  • Morte.

Apneia do Sono na Pediatria – Tratamento

O tratamento da apneia do sono em crianças podem incluir:

3Medicamentos Esteroides nasais tópicos

Esse tipo de medicamento podem aliviar os Sintomas da Apneia do Sono em algumas Crianças com apneia obstrutiva do sono leve. Para crianças com alergias, o montelucaste (Singulair) pode ajudar a aliviar os sintomas quando usado sozinho ou com esteroides nasais.

Remoção das Amígdalas e Adenoides

Consultar um otorrinolaringologista faz parte do tratamento da apneia do sono, possivelmente parte do tratamento envolve a remoção das amígdalas e adenoides.

4Terapia de Pressão Positiva nas vias Aéreas

Na pressão positiva contínua nas vias aéreas (CPAP) e na pressão positiva em dois níveis nas vias aéreas (BPAP), pequenas máquinas sopram suavemente o ar através de um tubo e máscara ligados ao nariz, nariz e boca do seu filho.  A máquina envia pressão de ar para a parte posterior da garganta do seu filho para manter as vias aéreas do seu filho abertas. Os médicos geralmente tratam a apneia obstrutiva do sono pediátrica com terapia de pressão positiva nas vias aéreas.

5Outros Possíveis Tratamentos:

Aparelhos Orais

Aparelhos orais, como os exemplos mais não se limitando à eles:

  • Aparelhos Dentários ou
  • Bocais,

movimentam a mandíbula e a língua da criança para frente, para manter as vias aéreas superiores abertas.

Evite Irritantes das Vias Aéreas e Alérgenos

Todas as crianças, especialmente aquelas com apneia obstrutiva do sono pediátrica, devem evitar alérgenos ou poluentes internos, pois podem causar irritação e congestão das vias aéreas.

Perda de Peso

Os médicos podem recomendar que seu filho perca peso se ele for obeso.

Se seu filho estiver com sobrepeso ou obeso, ajudá-lo a obter um peso saudável é uma das melhores coisas que você pode fazer por ele agora e no futuro. Mas qual é o caminho certo para fazer isso? Isso geralmente depende da idade do seu filho.

Não há um número único na escala que todas as crianças devem alcançar para serem saudáveis. O intervalo certo depende da altura, do sexo e da idade. De fato, a maioria das crianças não deve perder peso – elas devem apenas mantê-lo à medida que crescem mais ou engordam mais devagar.

Como você pode saber se seu filho precisa emagrecer? Converse com seu médico. Ela pode ajudá-lo a elaborar um plano seguro. Além disso, alguns conselhos de especialistas podem ajudá-lo a saber o que focar para ajudar seu filho a atingir um peso saudável, independentemente da idade.

De 1 a 6 anos

Objetivo: Na maioria dos casos, as crianças nessas idades devem permanecer com o mesmo peso ou aumentá-lo mais lentamente.

O que você pode fazer: quando as crianças são muito pequenas, você é responsável pela rotina delas. Certifique-se de que o dia do seu filho inclua bastante tempo (pelo menos 60 minutos) para ser ativo, seja escalando o trepa-trepa no parque, jogando tag no quintal ou pulando na sala de estar. Ele não precisa fazer o exercício de uma só vez. Curtas explosões de atividade ao longo do dia, que somam uma hora, são ótimas.

Nas refeições e lanches, ofereça a ele uma variedade de opções nutritivas. Seu filho – e toda a família – pode se alimentar de maneira mais saudável com alguns passos simples:

  • Reduza os alimentos processados ​​e Rápidos
    • Eles tendem a ser mais ricos em calorias e gordura. Em vez disso, encha o prato do seu filho com frutas e legumes e troque pão branco, arroz e macarrão pelas versões integrais. Eles têm fibra, o que pode ajudar seu filho a se sentir cheio por mais tempo. Se seu filho não é fã dessas mudanças no início, não desista. Pesquisas mostram que as crianças têm mais chances de comer algo depois de vê-lo em seus pratos algumas vezes.
  • Não sirva bebidas açucaradas.
    • Troque refrigerantes, sucos e bebidas esportivas por água e leite desnatado ou com pouca gordura.
  • Incentive bons hábitos alimentares.
    • Três refeições e dois lanches por dia podem impedir que seu filho fique com muita fome, o que o torna menos provável de comer demais.
  • Faça pequenas alterações.
    • Revisar a dieta de sua família de uma só vez pode deixar seu filho chateado ou confuso. Comece com algumas alterações a cada semana. “Converse com seu filho sobre as escolhas que você faz”, diz Mollie Greves Grow, MD, pediatra do Hospital Infantil de Seattle. Explique que alguns alimentos lhe dão mais energia para brincar.
De 7 a 10 anos

Objetivo: na maioria dos casos, mantenha o mesmo peso ou ganhe-o em uma taxa mais lenta.

O que você pode fazer: as crianças nessas idades têm opiniões próprias. Mas eles ainda precisam da ajuda dos pais. Agora é a hora de dar ao seu filho as ferramentas e lições necessárias para fazer escolhas saudáveis ao longo da vida. As seguintes estratégias podem ajudar:

  • Armazene sua cozinha com alimentos nutritivos
    • Até agora, as crianças podem se servir de lanches. Você pode fazer escolhas saudáveis ​​mais fáceis para eles, mantendo a comida lixo fora de casa. “É mais fácil para o seu filho fazer a escolha certa quando decide entre uma maçã ou banana em vez de uma maçã ou biscoito”, diz George Datto, MD, chefe da divisão de controle de peso pediátrico do Hospital Nemours / Alfred I. duPont para crianças.
  • E provavelmente não funcionará simplesmente declarar essas delícias fora dos limites:
    • Pesquisas mostram que restringir os alimentos pode fazer com que seu filho queira comê-los ainda mais.
  • Defina regras básicas para o horário da TV e do computador
    • O tempo que as crianças passam sentadas na frente da tela é o tempo em que não estão mais ativas. Quando isso se torna um hábito, leva ao ganho de peso. Verifique se o seu filho sabe que ele só tem um tempo definido para usar a TV, smartphone, videogame ou computador.
      Quando o tempo da tela terminar, incentive-o a se levantar e brincar. As crianças nessa idade precisam da mesma quantidade de exercício que as crianças mais novas – um total de 60 minutos ao longo do dia. Isso pode significar andar de bicicleta, nadar ou jogar bola ou basquete.
  • Coloque-os na cozinha
    • É um bom momento para ensiná-los sobre alimentação saudável, diz Grow. Deixe-os ajudar a planejar seu menu, comprar mantimentos e preparar refeições. Provavelmente, eles ficarão mais empolgados com uma refeição saudável se tiverem uma palavra a dizer na preparação.
  • Junte toda a família. Você não quer que seu filho se sinta destacado por causa do peso dele. Converse com toda a família sobre a importância de escolhas saudáveis. E lembre-se: as crianças copiam os hábitos de seus pais. Isso significa que, se você quer que seu filho coma mais vegetais ou faça mais exercícios, também precisa fazê-lo.

How useful was this post?

Click on a star to rate it!

Average rating 5 / 5. Vote count: 1

We are sorry that this post was not useful for you!

Let us improve this post!

Dúvidas e Sugestões Aqui: