Como Lidar com o Sonambulismo Infantil

0
595

O sonambulismo infantil é um distúrbio muito comum. Atualmente, costuma ser classificado como uma variação dos distúrbios do sono. O sonambulismo trata-se, basicamente, de um transtorno do sono em que as funções motoras da pessoa despertam, embora sua consciência permaneça inativa.

O Sonambulismo Infantil

O sonambulismo ocorre normalmente na infância, entre 3 e 10 anos de idade, quando a criança está em fase de desenvolvimento intenso do sistema nervoso, o que, naturalmente, reflete-se no sono. Cerca de 30% das crianças sofrem dessa alteração. Embora o transtorno possa estender-se até a fase adulta, são raros estes casos. Normalmente, ele desaparece com a chegada da puberdade.

Sonambulismo Infantil – Sintomas Comuns

O sonambulismo infantil caracteriza-se por um transtorno do sono em que a criança, apesar de estar dormindo, realiza atividades como se estivesse acordada, tais como: sentar-se na cama; urinar em locais inadequados; abrir portas, janelas ou gavetas; correr; comer; falar ou sussurrar frases ou palavras sem sentido.

No episódio de sonambulismo, é comum que a criança mantenha os olhos abertos, “vazios” e fixos, passando a impressão de estar acordada. Há redução em seu estado de alerta; apesar de conseguir seguir ordens, a criança pode não ouvir ou compreender o que lhe é dito.

O sonambulismo se manifesta durante o estágio mais profundo do sono (aproximadamente 2 horas após a criança dormir) e sua duração varia, desde episódios breves de segundos ou minutos, até episódios longos de até 40 minutos, com repetições (ou não) ao longo da noite. Após o transtorno, no dia seguinte, pela manhã, é comum que a criança não se lembre de nada ocorrido durante a noite.

O sonambulismo não costuma acarretar consequências muito graves, além dos acidentes físicos que o transtorno pode ocasionar à criança que caminha dormindo, queda no desempenho nos estudos (devido às noites mal dormidas) e até mesmo a obesidade, complicação consequente de casos em que a criança sonâmbula desenvolve o hábito de comer desenfreadamente durante os transtornos.

Sonambulismo Infantil – Causas

As causas do sonambulismo infantil ainda não são completamente conhecidas. No entanto, distúrbios do sono como este podem ter causas neurológicas, devido à imaturidade do sistema nervoso central, que ainda encontra-se em intenso desenvolvimento nessa fase da vida (normalmente entre 3 e 10 anos de idade).

Existem outros fatores relacionados ao sonambulismo infantil, tais como a predisposição familiar (cerca de 80% dos casos de sonambulismo em crianças tem história na família), estresse, febre, noites mal dormidas e mudanças súbitas na rotina de sono.

Tratamento do Sonambulismo Infantil

            Geralmente, não há necessidade de tratamentos específicos para combater o sonambulismo, pois a maioria dos transtornos do sono são leves e desaparecem quando a criança chega à adolescência. No entanto, quando o problema torna-se constante, é necessário recorrer ao neuropediatra.

O tratamento à base de remédios é recomendado apenas quando o sonambulismo afeta a rotina da criança: se os transtornos são muito frequentes (de quatro a cinco vezes por noite ou cinco vezes na mesma semana), o humor da criança naturalmente será afetado ao longo do dia, por conta de sua sonolência.

 Como Lidar com o Sonambulismo Infantil?

            Muitas vezes, os pais não sabem lidar com o sonambulismo dos filhos. Não há como evitar o transtorno; entretanto, existem cuidados que podem ser adotados para ajudar a diminuir as crises, tais como: regular os hábitos de sonhos de sono da criança e procurar que ela durma uma quantidade de horas adequada, evitar que a criança ingira bebidas ou medicamentos estimulantes prejudiciais ao sono e evitar brincadeiras muito agitadas antes de dormir.

Quando a criança está em meio a um transtorno de sonambulismo, é primordial manter a calma e transmitir essa sensação a ela. É importante não sacudir e nem tentar acordar a criança, para evitar que ela fique nervosa. O ideal é acompanhar a criança cuidadosamente até à cama e aguardar, até que seu sono volte ao normal.

Além disso, precauções são sempre necessárias para evitar acidentes, tais como: manter o quarto da criança livre de objetos ou móveis em que ela possa tropeçar ou se machucar; tirar de seu alcance objetos cortantes como facas e tesouras, e produtos químicos que possam ser ingeridos; vedar as escadas com portas para evitar que a criança caia; atentar-se à portas e janelas e tomar as devidas precauções para impedir que a criança sonâmbula lhes abra durante um transtorno.

Como Lidar com o Sonambulismo Infantil
5 (100%) 92 votes

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here