Dificuldade de Aprendizagem Infantil – Como Contornar?: Dificuldade de aprendizagem faz aqui referência ao transtorno de aprendizagem (pois todos os que foram aqui colocados não contém cura) que envolve o Neurodesenvolvimento Infantil, onde os primeiros sinais de dificuldade de aprendizagem acontecem ao ingressar a escola.

Dificuldade de Aprendizagem Infantil – Como Contornar?

Crianças com Dificuldade de Aprendizagem Infantil são aquelas das quais não conseguem se desenvolver conforme as temáticas e aprendizagem básica necessários para o acompanhamento escolar, desta forma e a partir daí são vistas anomalias no percurso escolar da criança, que vai ficando para trás.

A dificuldade de crianças que têm esse distúrbio é de processar informações recebidas pelo cérebro, pois não conseguem fazer a interpretação das palavras, tendo muita dificuldade na leitura e a interpretação de texto.

Qual a Diferença entre Dificuldade de Aprendizagem e Transtorno de Aprendizagem?

Para alguns Educadores, Pais e Responsáveis, os dois termos contêm o mesmo significado, fazendo portanto, confundirem os tipos de Tratamento para os Respectivos Pacientes.

Justamente por essa razão é importante a intervenção de um neuropediatra, para que ele possa fazer uma avaliação e então dar um diagnóstico para a criança.

A Dificuldade de Aprendizagem Infantil deriva de alguma mudança no contexto que envolve a criança, por exemplo mas não se limitando à:

  • Separação dos pais,
  • Bullying ou
  • Mudança de Escola,
  • coisas que estão diretamente relacionadas ao contexto do qual ela está inserida.

O transtorno de aprendizagem é relacionado à descoberta no contexto escolar, entretanto o comprometimento está no cérebro da criança, como menciona no início do artigo, ele tem dificuldade em interpretar textos, principalmente.

Alguns tipos de Transtorno de Aprendizagem:

  • Discalculia
    • Nem todas as crianças gostam de matemática, é aquele famoso bicho papão que fica na escola. Muitas dessas crianças não entendem o que é exemplificado pela professora e passam um certo tempo para conseguir resolver qualquer problema dado como lição, não entendem sinais, não conseguem interpretar o que se pede no cálculo e dificilmente conseguem resolvê-los rapidamente.

O portador do Transtorno de Matemática, como é denominado no DSM-IV, comete erros na resolução de problemas verbais, falta-lhe habilidades na contagem e computacionais e também na compreensão dos números.

Esse transtorno faz parte de um enigma acadêmico

Esse transtorno faz parte de um enigma acadêmico: Para alguns a culpa não é somente da criança que não entende o problema, mas do professor ou que não consegue explicar com clareza o que se pede ou elabora enunciados inadequados para crianças que ainda tem pouco repertório cognitivo para as resoluções, ou até mesmo considera o aluno preguiçoso.

  • Dislexia
    • A dislexia é descoberta a partir do processo de alfabetização da criança, onde ela começa então a entrar em contato com a leitura de textos, tendo dificuldade até mesmo na soletração das letras e não concluído com sucesso. Tendo como a sua maior dificuldade não identificar símbolos gráficos de uma forma geral, tanto palavras quanto equação matemática.

Algumas dificuldades de aprendizagem são vistas desde o início da meninice, por exemplo:

  1. Não consegue fazer laço no sapato; chutar bola; pegar colheres e comer sozinho;
  2. Atraso no desenvolvimento motor e em começar a falar;

O Que faz um neurologista infantil em Moema?

Estudos científicos comprovam que a dificuldade de aprendizagem é hereditária, ou seja, algum integrante da família que seja próximo também tem esse tipo de problema com a linguagem e a aprendizagem.

  • TDAH – Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade
    • Sendo um dos mais comuns dentro da dificuldade de aprendizagem, o TDAH atinge mais de dois milhões de criança somente no Brasil. A criança que apresenta

o transtorno, tem dificuldade de atenção, é extremamente hiperativa e impulsiva.

Esse também faz parte de um dos temas mais complexos no meio

acadêmico, sendo assim, procure um profissional especializado, como um neuropediatra para que seja feito um diagnóstico adequado, desta forma um plano de tratamento será desenvolvido, pois cada criança recebe um tratamento específico com a sua necessidade.

 

How useful was this post?

Click on a star to rate it!

Average rating 5 / 5. Vote count: 21

We are sorry that this post was not useful for you!

Let us improve this post!

Dúvidas e Sugestões Aqui: