Distúrbios do Sono em Crianças

Distúrbios do Sono em Crianças: São as mais diversas Condições Agudas ou Crônicas, temporárias ou permanentes que podem afetar o sono desta faixa etária. Algumas condições são manifestações fisiológicas normais relacionadas ao processo de amadurecimento das vias cerebrais.

Distúrbios do Sono em Crianças: São as mais diversas Condições Agudas ou Crônicas, temporárias ou permanentes que podem afetar o sono desta faixa etária. Algumas condições são manifestações fisiológicas normais relacionadas ao processo de amadurecimento das vias cerebrais. As condições normais devem ser diferenciadas das patologias ou condições anormais que afetam esta faixa etária e que, se não tratadas, podem prejudicar o desenvolvimento adequado da criança.

Distúrbios do Sono em Crianças -Causas

São várias as condições que podem causar distúrbios do sono na criança. Veremos abaixo três condições comuns: A Síndrome de Apnéia/Hipopneia Obstrutiva do Sono (SAHOS) da Criança, as Parassonias e a Epilepsia

Síndrome da Apnéia/Hipopnéia Obstrutiva do Sono da Criança
ou da Infância: (SAHOS)

Na infância a síndrome é um pouco diferente daquela que ocorre no adulto. Geralmente o pico de incidência deste problema é por volta dos 3 a 6 anos de idade, e ele geralmente é provocado pela hipertrofia adenoamigdaliana (aumento dos tecidos que compõem as adenóides e amígdalas da garganta) Esta hipertrofia pode leva à uma obstrução das vias aéreas superiores podendo causar o ronco e a Apnéia/ Hipopnéia do Sono (SAHOS).

O Ronco é o ruido que é produzido pela passagem do ar pelas vias aéreas estreitadas. A apnéia é a interrupção da passagem do ar pelas vias aéreas e a hipopnéia é a passagem reduzida do ar pelas vias aéreas estreitadas. A redução do fluxo de ar pode causar uma deficiência na oxigenação do sangue e dos tecidos do organismo.

Esta condição precisa ser reconhecida e tratada pois pode trazer conseqüências sérias para o desenvolvimento da criança como alterações faciais e dificuldade de aprendizagem, entre outros problemas.

Parassonias – Distúrbios do Sono em Crianças

São distúrbios geralmente benignos, associados ao crescimento e desenvolvimento e que tendem a desaparecer com o passar da idade. Parecem ser causadas por um despertar incompleto e podem ocorrer durante o sono não REM e o sono REM.
Abaixo citaremos alguns tipos de parassonias que acontecem no sono não REM (geralmente na primeira metade da noite):

Distúrbios do Sono em Crianças
  • Despertar confusional: Acontece em bebês e se manifesta por movimentos de se debater associado a choro inconsolável. A intervenção dos pais na tentativa de interromper o processo pode fazer com que este se prolongue e a criança pode demorar para retomar o sono.
  • Sonambulismo: É o caso da criança que senta na cama, levanta, anda pelo quarto ou pela casa enquanto está dormindo. O sonambulismo geralmente não está associado aos sonhos, pois acontece na fase do sono não-REM
  • Sonilóquio: É o ato de falar enquanto está dormindo. Geralmente também não está associado aos sonhos, porque ocorre durante o sono não-REM
  • Terror noturno: Ocorre principalmente em meninos. A crise inicia-se por um grito, seguida de movimento de levantar e pedir socorro. A criança parece terrivelmente assustada, mas geralmente volta a dormir e não lembra do ocorrido.
    Outros tipos de parassonias acontecem no sono REM (geralmente na segunda metade da noite):

    • Pesadelos: Geralmente a criança acorda assustada, ansiosa e pode lembrar de parte do conteúdo dos sonhos.
    • Distúrbio Comportamental do sono REM: É pouco freqüente na criança, sendo mais comum em pessoas de idade mais avançada. Caracterizam-se por movimentação durante o sono, que geralmente representa o que o indivíduo está sonhando. No adulto pode se caracterizar por episódios de agitação durante o sono (se a pessoa sonha que está lutando pode agredir quem está do lado ou mesmo se machucar). Este distúrbio pode necessitar de medicação específica.

Se Desejar e assim preferir, assista diretamente no Youtube Clicando aqui.

Epilepsia Infantil e Tratamento

A epilepsia às vezes é uma causa subestimada de distúrbios do sono mas, ela deve ser sempre considerada no diagnóstico diferencial dos distúrbios do sono nesta faixa etária. Entre 20 a 40% das crises epilépticas da criança ocorrem durante o sono, podendo levar a fragmentação do sono e sonolência diurna excessiva.

Os sintomas nem sempre são fáceis de reconhecer para as pessoas que não estão familiarizadas com o problema. Por exemplo, na epilepsia rolândica, que é um tipo de epilepsia benigna comum em crianças na idade escolar, muitas crises ocorrem durante o sono, podendo acometer apenas face e os membros superiores e nem sempre sendo percebidas pelos familiares. São condições que necessitam ser reconhecidas e tratadas.

Sintomas – Distúrbios do Sono em Crianças

Na Síndrome da Apnéia/Hipopnéia da criança os sintomas noturnos são respiração bucal, ronco, dificuldade para respirar, pausas respiratórias, sono agitado e sudorese profusa. Os sintomas diurnos incluem obstrução nasal, respiração pela boca, distúrbios de comportamento (hiperatividade, agitação, falta de atenção), dificuldade de aprendizado e sonolência diurna excessiva.

As parassonias se manifestam com sono agitado, pesadelos, falar dormindo, andar dormindo, acordar confuso. As crises epilépticas podem se manifestar com convulsões noturnas ( a criança se debate), mordedura de língua ou machucados, liberação esfincteriana (a criança urina ou defeca na roupa). Muitas vezes as crises se manifestam apenas com movimentações rítmicas de grupos musculares isolados (face, membros).

Crianças com crises durante o sono apresentam sono fragmentado podendo levar a sintomas como a sonolência excessiva durante o dia, dificuldade de aprendizado, atenção e concentração e irritabilidade. Os familiares podem demorar para suspeitar do problema atribuindo as consequências das crises a outras causas.

Diagnóstico

O diagnóstico etiológico é realizado através da análise conjunta da história clínica, exame físico e da polissonografia (quando necessária). Alguns casos podem precisar da complementação da avaliação otorrinolaringológica, exames laboratoriais e outros exames como o Eletroencefalograma.

Tratamento

Algumas condições como a maioria das Parassonias são benignas e resolvem espontaneamente com o tempo. A Síndrome de Apnéia/Hipopnéia da criança requer avaliação otorrinolaringológica para identificação da causa e tratamento específico (em alguns casos pode necessitar de cirurgia). As crises epilépticas podem ser tratadas com medicações anticonvulsivantes.

Dúvidas e Sugestões Aqui: