Retardo Mental Infantil

O retardo mental infantil abrange um grupo numeroso importante de crianças que possuem habilidades intelectuais abaixo da média geral, levando em consideração que este déficit de direto de inteligência deve-se ter início até a maior idade dos 18 anos.

Todas essas limitações de habilidades intelectivas levam a diversos problemas no graves funcionamento diário, também na comunicação, na interação social, em algumas ou em todas as habilidades motoras, cuidados pessoais e na vida acadêmica da criança ou adolescente.

Estatísticas Sobre o Retardo Mental Infantil

Temos hoje o número aproximado, estimado por estudos de que de 1 a 2% da população mundial sofra do diagnóstico de retardo mental infantil e a distribuição entre os sexos parece ser um pouco mais prevalente no sexo masculino do que no sexo feminino.

Retardo Mental Infantil

O Diagnóstico

O trabalho médico de diagnóstico do retardo mental envolve uma entrevista e um exame clínico da criança(adolescente), uma detalhada entrevista com os pais(responsáveis) com investigação cuidadosa do histórico da gestação da mãe, os fatos do parto, todo o período neonatal, história do desenvolvimento psicomotor da criança, seu acompanhamento pediátrico e a história familiar de retardo mental, anormalidades metabólicas ou cromossômicas na família.

Quando ainda há dúvidas quanto ao diagnóstico, testes de inteligência padronizados podem ser aplicados aos pacientes. Esta testagem nos fornece o chamado quoeficiente de inteligência (Q.I.), os valores de Q.I. iguais ou inferiores a 70 nos dão o diagnóstico de
retardo mental. Segundo os critérios diagnósticos utilizados pela Organização Mundial de Saúde temos quatro tipos de retardo mental:

  • Retardo mental leve: QI compreendido
    entre 50 e 70
  • Retardo mental moderado: Q.I.
    compreendido entre 35 e 49
  • Retardo mental grave: Q.I. compreendido
    entre 20 e 34
  • Retardo mental profundo: Q.I.
    abaixo de 20

O é um Neuropediatra?

Características

Retardo Mental Leve

Crianças com retardo mental leve adquirem a linguagem com algum atraso, entretanto
conseguem comunicar-se e apresentam independência nos cuidados pessoais. Conseguem acompanhar os estudos até certo ponto e em alguns casos são capazes de concluir
o ensino médio. São pacientes que com o devido acompanhamento médico e terapêutico conseguem viver vidas independentes, possuir trabalho, casar e administrar
seu lar.

Retardo Mental Moderado

No retardo mental moderado a criança apresenta maior dificuldade na compreensão
e no uso da linguagem. Cuidados pessoais e habilidades motoras são limitadas e esses pacientes podem precisar de auxílio durante toda a vida. Sua vida acadêmica
é bem limitada, entretanto essas crianças podem beneficiar-se de turmas educacionais especiais, aprender habilidades básicas necessária para leitura, escrita e cálculo. Suas habilidades sociais pobres podem melhorar consideravelmente no convívio acadêmico
diário com outras crianças com as mesmas necessidades especiais.

Retardo Mental Grave

O retardo mental grave e profundo compreende os pacientes com grau de maior prejuízos
intelectuais, funcionais e motores. Com frequência tais pacientes apresentam déficits visuais e auditivos indicando a presença de lesões orgânicas ou desenvolvimento inadequado do cérebro. São pacientes que necessitarão de atenção
e cuidados especiais por toda a vida.

O Mais importante aqui é a saúde do Pequeno. Agende uma consulta, deixe-nos analisar a situação.

Retardo Mental Infantil
5 (100%) 25 votes

Dúvidas e Sugestões Aqui: