Conheça o Transtorno Opositivo-Desafiador (TOD): Você já reparou se seu filho apresenta comportamento agressivo, teimoso ou vingativo quando ele é contrariado? Ele tem dificuldades para viver em sociedade e manifesta conflitos frequentes com familiares ou figuras de autoridade?

Conheça o Transtorno Opositivo-Desafiador (TOD)

Se a resposta for sim, isto pode indicar a presença de um distúrbio comportamental conhecido como Transtorno Opositivo-Desafiador (TOD). Acompanhe este artigo para compreender esta condição, suas manifestações, causas e formas de tratamento.

O que é o Transtorno Opositivo-Desafiador?

O TOD caracteriza-se por uma série de comportamentos inadequados e repetitivos, que desafiam os pais e desobedecem suas ordens, muitas vezes de forma rude. Os problemas geralmente atingem crianças e adolescentes quando se deparam com figuras de autoridade, mas também pode gerar conflitos entre os colegas. Isto significa que o transtorno prejudica não somente a criança portadora do distúrbio, mas também as pessoas ao seu redor.

O que Fazer Quando seus Filhos são Maldosos?

Desobediência, teimosia, rebeldia e agressividade são sinais importantes desse problema, que pode ser observado pelos pais nas crianças e adolescentes, que não conseguem controlar sua raiva e suas emoções ao ouvir um “não”. Também é normal observar dificuldades em aceitar opiniões diferentes, seguir conselhos, escutar observações e críticas. Como resposta, a criança com o transtorno fica frustrada, reagindo de forma hostil e intolerante. Devido ao seu comportamento temperamental, essas crianças podem sofrer bullying na escola, perder amizades, ser excluídas de eventos e atividades pois as outras pessoas não estão habituadas a este tipo de comportamento. O relacionamento com os pais também é prejudicado, pois estes passam a evitar sair com os filhos, visto que já conhecem suas atitudes. Entre os irmãos também existem muitos conflitos, e a criança com TOD sempre é considerada a mais malcriada e difícil de lidar.

Sinais do Transtorno Opositivo-Desafiador

As manifestações do Transtorno Opositivo-Desafiador costumam se iniciar na idade escolar, ou seja, durante a pré escola. Esta condição frequentemente está relacionada ao TDAH (Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade) e deve ser avaliada, de modo a confirmar ou descartar a possibilidade desse distúrbio e iniciar o tratamento adequado. Como já foi dito, o ambiente familiar pode ser perturbado. Os pais podem discordar sobre como lidar com a situação e sobre as abordagens utilizadas para educar o filho e estabelecer limites. Pode ser difícil reconhecer que o filho tem um transtorno, e necessita de ajuda profissional. No entanto, existem alguns sinais que podem indicar a presença do TOD, como:

  • Desobedecer ou ignorar os pais;
  • Opor-se a regras e comandos dados por adultos em geral;
  • Irritar e provocar outras pessoas de propósito;
  • Não admitir quando cometem erros, ou colocar a culpa em outras pessoas;
  • Apresentar ressentimentos, ter dificuldade de perdoar e atitudes vingativas;
  • Surtos de raiva frequentes, hostilidade e agressões verbais.

Embora alguns desses comportamentos sejam considerados comuns em crianças, é importante observar a frequência em que eles se manifestam. Pode ser que eles ocorram apenas em um local, ou em diferentes ambientes. O Transtorno Opositivo-Desafiador não apresenta uma causa específica, mas sim uma série de fatores neurobiológicos, psicológicos e disfunções sociais. Estes elementos combinados podem resultar nos sintomas mencionados acima.

Diagnóstico e Tratamento do Transtorno Opositivo-Desafiador

Se você identificar os padrões de comportamentos citados anteriormente em seu filho por mais de 6 meses e com diferentes pessoas, é recomendado procurar ajuda médica para confirmar ou descartar o diagnóstico do TOD. Se for confirmado, é necessário iniciar o tratamento adequado, que inclui uma abordagem multidisciplinar com enfoque em três pilares:

  • Medicação: é eficaz no tratamento de muitos pacientes, e atua na autorregulação do humor e das emoções;
  • Psicoterapia Comportamental e Familiar: tem como objetivo as mudanças comportamentais na família, através de diferentes abordagens no manejo educacional;
  • Suporte escolar: oferecer apoio, reforço e diplomacia são medidas essenciais para melhorar o desempenho e o engajamento da criança opositora às regras escolares.

O Transtorno Opositivo-Desafiador é prejudicial a toda família, e quem mais sofre com isso é a criança portadora do distúrbio. Não deixe que isso seja um empecilho na vida de seu filho e em sua família: ao perceber algum dos sintomas apresentados, leve seu filho a um neuropediatra e tome as medidas necessárias.

Sintomas e causas de transtorno desafiador de oposição
Em profundidade
Sobre transtorno desafiador de oposição

As crianças com TDO são propensas a persistentes explosões de raiva, discussões e desobediência e geralmente direcionam seu comportamento a figuras de autoridade, como pais e professores. Eles também podem direcionar seu comportamento a irmãos, colegas e outras crianças.

Causas do TOD

A causa exata da TOD não é conhecida, mas acredita-se que tanto os fatores desenvolvimentais quanto os aprendidos desempenhem um possível papel na desordem.

Fatores de Desenvolvimento

Uma teoria sugere que as crianças com TOD:

  • Podem ter desafios “temperamentais” subjacentes que os tornam rápidos a irarem e retardarem a calma, tornando-os vulneráveis
  • começam a ter problemas em seus anos de criança
  • pode ter tido um tempo extraordinariamente difícil separar-se dos pais (“com os próprios pés”) enquanto os mais jovens
  • não resolveram seus problemas normais de desenvolvimento em seus anos mais jovens, levando a problemas comportamentais posteriores

Leve seu Filho ao Neuropediatra.

Fontes Internacionais de TOD

Dúvidas e Sugestões Aqui: