Sedentarismo Infantil: Como Combater, Evitar e as Consequências: Os responsáveis pelos pequenos tem que estar cientes dos riscos além de saber o que fazer para evitar o sedentarismo infantil.

Sedentarismo Infantil: Como Combater, Evitar e as Consequências

Isso serve para todas as Crianças que de fato não praticam nenhuma atividade física. Com isso pode vir a tornar-se adulto com diversos tipos problemas de saúde. Como você pode mudar este futuro do seu filho? Para prevenir, pais devem orientar hábitos dos filhos.

O sedentarismo infantil costuma ser a causa de sérios danos à saúde, que podem se refletir na vida adulta. Os dados sobre obesidade infantil são alarmantes. Um estudo apresentado no 5º Congresso Internacional de Atividade Física e Saúde Pública, em 2015, mostrou que, em média, 39% das crianças estão acima do peso no mundo inteiro.

Um alerta para os Pais e Familiares: De acordo com informações da OMS – Organização Mundial da Saúde. O Sedentarismo Infantil é: Considerada sedentária uma criança na faixa etária entre 06 (seis) e 17 (dezessete) anos que pratique menos de 300 minutos de atividade física com regularidade semanalmente. Em outras palavras, o equivalente a uma hora por dia de exercícios com uma periodicidade de 05 (cinco) dias por semana.

Quais as Causas do Sedentarismo Infantil

Quando nos deparamos com este quadro, logo vem à mente uma breve questão: O que leva uma criança a não mais brincar em movimento? Principalmente para as gerações anteriores, que não contavam com muitos concorrentes às brincadeiras antigas no quintal ou nas ruas, parece não fazer muito sentido.

Mas as repostas não dependem de nenhum tratado científico e estão bem mais perto do que se acredita. Entre as causas do sedentarismo infantil encontram-se:

  • O (mau) exemplo dos pais que também não praticam uma atividade física;
  • A falta de incentivo da família, responsáveis e até de professores na escola;
  • os avanços tecnológicos e a comodidade dos brinquedos eletrônicos.

“Infelizmente, esta maravilha do século, a tecnologia, é também a grande vilã. Muitas crianças estão tão conectadas a esse universo tecnológico, que percebem a atividade física como uma coisa da ‘Idade Média’”, afirma Felipe Kutianski, preparador físico da Ziva Brasil.

Os pais e o Sedentarismo na Infância

Os pais e o sedentarismo na infância: Ao se refletir sobre a criação dos filhos, é importante pensar como está sendo moldado o adulto do futuro. Esta consciência aumenta a responsabilidade dos pais, afinal, uma criança sedentária pode se tornar um jovem sem saúde.

“Hipertensão, diabetes, obesidade, depressão, entre outros problemas podem surgir. Infelizmente, corre-se o risco de que todas essas patologias acompanhem a criança por toda sua vida”, alerta Kutianski.

O especialista destaca ainda a importância dos pais na prevenção do sedentarismo infantil.

“São os pais que darão o acesso inicial às brincadeiras, vão apresentar os jogos e serão boas influências. Estipular horários, dividindo o tempo entre de lazer entre atividade física e tecnologia, é uma boa opção também”, ressalta.

O preparador físico também deixa algumas dicas para os pais e responsáveis: Algumas opções de como evitar o Sedentarismo Infantil.

Sedentarismo Infantil: Como Combater, Evitar e as Consequências

“Organizar gincanas e brincadeiras de roda, saltar corda, bambolê, amarelinha, pega-pega, entre outras atividades lúdicas são muito úteis para combater o sedentarismo e criar um limite com a tecnologia para a criança”, indica.

O que leva as Pessoas ao Sedentarismo?

O que leva as pessoas ao sedentarismo infantil? Os riscos do sedentarismo são realmente preocupantes e envolvem desde aumento do peso corporal, doenças cardiovasculares, osteoporose, diabetes, obesidade, cancro, colesterol alto, maior incidência de fraturas causadas por quedas até grande queda da imunidade e infarto do miocárdio.

O que são e quais são os Sintomas do Sedentarismo?

O que são e quais são os sintomas do sedentarismo? O sedentarismo pode resultar em diversas consequências para a saúde, como por exemplo: Falta de força muscular por não estimular todos os músculos; Dor nas articulações devido ao excesso de peso; Acúmulo de gordura abdominal e no interior das artérias; Aumento excessivo do peso e até mesmo obesidade;

Dicas de como prevenir o Sedentarismo Infantil

  1. Ser Exemplo:
    1. Faça de seus hábitos pessoais o exemplo que você quer que seus filhos sigam. As crianças vão entender aquilo como algo normal para a vida, não uma obrigação somente dele.
  2. Não brigue nem obrigue, apenas convença. Não adianta tentar forçar a barra, pois poderá gerar uma aversão às atividades físicas na criança.
    1. Dialogue,
    2. Converse,
    3. Convença e
    4. Divirta-se com seus filhos.
  3. Leve as crianças para passear ao ar livre
    1. Faça com que elas sintam prazer em correr por
      1. Espaços Abertos e seguros como
        1. Parques,
        2. por exemplo.
        3. Criança acostumada apenas a locais fechados como:
          1. os Shoppings
      2. tendem a limitar sua forma de se movimentar.
  4. Crie um ambiente divertido
    1. Este é o objetivo de qualquer atividade na infância e deve reger também os programas feitos em família. O prazer destes momentos ficará gravado na memória emocional, e as atividades físicas serão sempre uma forma de revivê-los.
  5. Imponha limites
    1. Não deixe que os filhos definam o período pelo qual estarão diante da TV ou de outras tecnologias
      1. Smartphones,
      2. Tablets
      3. Vídeo Game
      4. Computador
      5. Televisão
      6. e outros,
    2. pois os atrativos destes equipamentos são enormes e isso levará ao sedentarismo.
  6. Pense na Possibilidade da iniciação Esportiva
    1. Aulas de:
      1. Natação,
      2. Escolinha de Futebol
      3. Escolinha de Basquete
      4. Escolinha de Judo
      5. Volleyball
      6. ou qualquer outra atividade ligada a um Esporte.
    2. Ainda que no futuro as crianças não venham a ser atletas de alto rendimento na disputa por troféus e medalhas, os ganhos para a saúde são inúmeros.

As Consequências do Sedentarismo Infantil na Atualidade

Deixo aqui alguns Textos motivadores:Texto 1

Chama-se sedentarismo à falta, ausência ou diminuição de atividades físicas, o que faz com que uma pessoa tenha um gasto calórico reduzido. Indivíduos com este hábito são ditos sedentários ou com hábitos sedentários. Objetivamente, considera-se sedentária a pessoa que gasta menos de 2.200 calorias por semana. O sedentarismo é mais perigoso para a saúde do que a obesidade. Essa atitude, além de dever-se a um estilo de vida, é muito incentivada pela comodidade das novas descobertas e tecnologias, dotando a vida moderna de facilidades. De tal forma, o sedentarismo é um problema de saúde pública e o combate a ele pode diminuir nacionalmente a incidência de doenças e mortes prematuras.

Fonte: http://www.abc.med.br/p/vida-saudavel/754592/sedentarismo+o+que+e+quais+as+consequencias+como+abandona+lo.html

Texto 2

Dados da Organização Mundial da Saúde revelam que o sedentarismo já é a segunda causa maior de morte, matando cerca de 5,5 milhões de pessoas por ano. Ainda mais preocupante que o sedentarismo em adultos é o sedentarismo infantil.

A maioria das pessoas tem notado que as crianças não brincam mais nas ruas, passam muito tempo na frente da TV e do computador e comem fast food, salgadinhos, doces e refrigerantes em excesso.

Entretanto, o que a maioria das pessoas ainda não sabe é que a infância inativa pode gerar a diminuição da expectativa de vida. Um movimento internacional chamado Designed To Move (a tradução é “Concebido Para Se Mexer”) quer chamar a atenção do mundo antes que seja tarde. De acordo com um relatório organizado pelo projeto, hoje é estimado que a expectativa de vida das crianças com 10 anos de idade seja menor que a de seus pais. Em resumo, essa geração irá viver 5 anos a menos por causa do sedentarismo.

Esse mal é inclusive uma causa muito provável da obesidade na criança e no jovem, já que hábitos inativos contribuem para uma diminuição do gasto calórico diário. Há estudos que relacionam o tempo gasto assistindo a televisão e a prevalência de obesidade: 10% em crianças que assistem TV menos de 1 hora diária, e 25%, 27% e 35%, respectivamente, quando o hábito é 3, 4, 5 ou mais horas por dia vendo televisão.

A televisão ocupa horas vagas em que a criança poderia estar realizando outras atividades. Além disso, a criança frequentemente come na frente da televisão, e grande parte das propagandas vendem alimentos não nutritivos e ricos em calorias.

Fonte: http://www.bodytech.com.br/Blog/15-03-10/kids/combate-ao-sedentarismo-criancas-e-as-atividades-fisicas

How useful was this post?

Click on a star to rate it!

Average rating / 5. Vote count:

No votes so far! Be the first to rate this post.

We are sorry that this post was not useful for you!

Let us improve this post!

Dúvidas e Sugestões Aqui: