A poliomielite, conhecida popularmente como paralisia infantil, trata-se de uma doença infectocontagiosa aguda que pode levar o paciente à paralisia parcial ou total. Apesar da denominação popular, a enfermidade pode ser transmitida tanto para crianças quanto para adultos.

No início do século, volta de 1910, houve uma epidemia da doença. Atualmente, graças à vacina contra poliomielite, a doença foi erradicada nos países desenvolvidos, mas permanece recorrente em alguns países asiáticos e africanos.

O Governo Federal Brasileiro realiza campanhas de imunização anuais contra a poliomielite, para crianças na faixa etária entre 6 meses e 5 anos incompletos. Entretanto, muitos pais ainda deixam de vacinar seus filhos devido ao desconhecimento em relação à gravidade da doença e a importância de sua prevenção.

Vacina Contra Poliomielite – Conheça sua Importância

A poliomielite é uma doença que existe há séculos, mas só depois de atingir Franklin D. Roosevelt, o 32º presidente dos Estados Unidos, o país se mobilizou na tentativa de erradicá-la.

Antes do desenvolvimento da vacina, os médicos observaram que a poliomielite atingia predominantemente crianças abaixo dos 6 anos de idade, e os sintomas se manifestavam repentinamente: a criança ia dormir com a saúde em perfeito estado, começava a ter febre e, pela manhã, acordava já sem sentir as pernas. Geralmente, a paralisia era irreversível.

A vacina contra poliomielite foi desenvolvida na década de 1950, com objetivo de minimizar o grande número de casos e as consequências em escala mundial que a doença estava causando. Uma grande ação foi feita com apoio da OMS (Organização Mundial da Saúde), o Rotary International e o UNICEF.

Em 1988, a OMS deu início a um programa de erradicação global da poliomielite, e até o momento atual o resultado tem sido positivo em muitos países desenvolvidos.

A Poliomielite

A pólio trata-se de uma doença neurológica e contagiosa que afeta os nervos da espinha dorsal, causada pelo Poliovírus (sorotipo 1, 2 e 3), vírus que vive no intestino. A enfermidade pode levar o paciente à paralisia parcial ou total.

Sua transmissão ocorre via fecal-oral, ou seja, através do contato direto com fezes ou com secreções expelidas pela boca de pessoas infectadas. Assim, o vírus da poliomielite penetra na garganta ou nos intestinos, espalhando-se em seguida pela corrente sanguínea do indivíduo, podendo alcançar até mesmo seu cérebro.

Pelo fato de atacar o sistema nervoso, a infecção provoca perda da força muscular e do reflexo do paciente, além de destruir seus neurônios. A poliomielite ficou conhecida popularmente como paralisia infantil devido à sua predominância em crianças até 4 anos de idade, em sua fase epidêmica.

Sintomas da Poliomielite

Os sintomas da poliomielite assemelham-se ao de diversas outras doenças virais respiratórias ou intestinais, fator que muitas vezes dificulta a detecção da doença. Os sintomas incluem: febre, dor de garganta, vômito, dores no abdômen e prisão de ventre.

A paralisia afeta predominantemente os membros inferiores, e seu período de incubação dura uma média de sete a doze dias. A pólio pode ser letal nos casos em que as células dos centros nervosos são infectadas.

Seu Filho já Recebeu a Vacina Contra Poliomielite?

Caso o seu filho ou alguma criança que você conheça ainda não tomou a vacina contra poliomielite, dirija-se o mais rápido possível à unidade de saúde mais próxima e efetue a vacinação.

Um procedimento simples e breve de vacinação pode evitar o sofrimento inimaginável que a poliomielite pode causar tanto para a criança, quanto para sua família. Além disso, a imunização contribui para a erradicação da pólio no mundo, uma meta que ainda não foi alcançada.

Vacina Contra Poliomielite
5 (100%) 6 votes

Dúvidas e Sugestões Aqui: